As últimas coisas de 2010

A última cor de esmalte que estou usando: nas mãos Correta da Ludurana e nos pés Via Láctea da Colorama. Isso porque quero tranquilidade,paz e amor em 2011. O último filme que vi nos cinemas foi o suspense de ação/drama do (lindo) Russel Crowe - 72 Horas (que eu recomendo!). Agora só volto a blogar no ano que vem e deixo aqui meu desejo para toda a humanidade: saúde, sabedoria, paz, prosperidade e dinheiro. Feliz Ano Novo à todos, especialmente à você que está lendo este meu último post agora!! Bjs da Nani!!

 
 

Saudades

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...

Clarice Lispector

 
 

Está quase....

Terminando o ano, ou será melhor dizer começando um ano novo?

Se eu for pensar que deixarei as frustrações, os aborrecimentos, as brigas, as lágrimas, as derrotas, os problemas e as mágoas para trás, trancados num baú do passado sem chaves (pois as joguei fora), sim, posso dizer que o ano está quase terminando! Só mais alguns dias e tudo ficará no ano velho de onde somente tirarei lições para ser mais forte! Deixo o tempo passado se encarregar de tudo de errado que aconteceu na minha vida. Já não me pertencem mais as dúvidas, as desilusões, as tristezas. Que o tempo faça delas o que ele bem entender, eu aceitarei a escolha sem hesitar.

Mas se eu pensar nos meus planos, nas minhas metas, nos meus objetivos, na minha esperança, sim o ano está para começar. E com ele vêm meus sonhos renovados, minhas novas atitudes, minhas novas intenções e minhas novas lágrimas, desta vez de alegria. O senhor do tempo me trouxe um novo baú (ainda tenho as chaves nas minhas mãos) e agora cabe somente a mim colocar lá dentro tudo de bom que vai me acontecer este ano e pegar emprestado sempre que eu quiser!

Ganho de 2010 lições de em quem confiar, em quem acreditar, a quem amar. Deixo neste mesmo ano palavras árduas (ditas e ouvidas), situações embaraçosas, lágrimas de dor (na alma e no corpo) e as decisões corretas no momento, mas erradas a longo prazo!
Quero de 2011 luta e vitória, sonho e realização, doação e recebimento, amar e ser amada (como eu mereço). Desejo ser feliz acima de tudo e conquistar definitivamente um lugar ao sol... O meu lugar!

Que o Ano Novo seja assim pra todos os meus amigos e familiares: feliz, próspero, saudável. E para aqueles que se dizem meus inimigos, desejo tudo isso, só que em dobro!!

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]